VISITA TÉCNICA

Escolas no Nova Esperança são vizinhas de depósito de entulho

Comunidade denuncia mau cheiro, além da infestação por insetos e outros animais

sexta-feira, 23 Junho, 2017 - 17:00
Fachada da escola Arthur Guimarães
Foto: Portal PBH

A instalação de um equipamento público de coleta de entulho nos fundos da Escola Municipal Arthur Guimarães e da Umei Nova Esperança, na Regional Noroeste, tem trazido transtornos para quem estuda e trabalha nesses locais. Há reclamações sobre o mau cheiro, a infestação insetos e o incômodo causado pela fumaça resultante da queima de rejeitos. Para conhecer de perto o problema e buscar soluções para a situação, a Comissão de Educação, Ciência, Tecnologia, Cultura, Desporto, Lazer e Turismo realiza visita técnica ao local na próxima terça-feira (27/6), às 14h. O requerente da atividade é o vereador Gilson Reis (PCdoB).

Em 2015, a Prefeitura instalou uma Unidade de Recolhimento de Pequenos Volumes (URPV) na Rua Francisco de Paula Ferreira, Bairro Nova Esperança. O equipamento recebe, gratuitamente, materiais como entulho, resíduos de poda e terra, pneus, colchões e móveis velhos, mas, segundo o vereador Gilson Reis, teria se transformado em um lixão. O acúmulo de sujeira tem suscitado críticas na comunidade, que se mostra reticente quanto a problemas sanitários que eventualmente podem advir da proximidade com as escolas.

A UMEI Nova Esperança e a E.M. Arthur Guimarães ficam na Avenida Américo Vespúcio, nos números 1998 e 1610, respectivamente.

Superintendência de Comunicação Institucional 

Tema: