FARMÁCIA VIVA

Equipamento público vai produzir medicamentos naturais

Unidade está pronta, mas ainda falta contratar manipuladores. A compra de equipamentos está em fase de licitação

sexta-feira, 24 Novembro, 2017 - 15:30
Vereador Cláudio da Drogaria Duarte ouve comunidade, que reivindica medidas para funcionamento da Farmácia Viva
Rafa Aguiar / CMBH

Uma farmácia de manipulação, fitoterapia e homeopatia vai atender a toda a cidade de BH, produzindo medicamentos a partir de insumos naturais. Trata-se da Farmácia Viva, equipamento instalado no Bairro Novo Aarão Reis, região Norte da Capital. A unidade, que ainda não entrou em funcionamento, mas que já está com a infraestrutura pronta, recebeu visista técnica da Comissão de Saúde e Saneamento da Câmara nesta sexta-feira (24/11). No local, a comitiva parlamentar foi informada que o equipamento já conta com farmacêuticos na equipe, sendo necessária, entretanto, a contratação de manipuladores. A compra de equipamentos, por sua vez, está em fase de licitação. A proposta, de acordo com o requerente da visita, vereador Cláudio da Drogaria Duarte (PMN), é que a comissão encaminhe solicitação à Secretaria Municipal de Saúde, para que seja apresentado cronograma de ações imediatas, de modo que o Legislativo possa acompanhar o processo de abertura da Farmácia Viva. 

Segundo o diretor regional de Saúde do Distrito Norte, Moisés Gonçalves de Oliveira, a expectativa é que a Farmácia Viva conte também com um terreno para plantio insumos e bens naturais, de modo a criar independência do mercado, contribuindo, para a qualidade de vida do cidadão . A proposta é fazer um horto de plantas medicinais, por meio de ações intersetoriais e do envolvimento da comunidade local. 

Medicamentos

Conforme reiterou Sérgio Ribeiro Cardoso, que integra o Programa de Homeopatia, Acupuntura e Medicina Antroposófica, a intenção do projeto é ofertar aos belorizontinos medicamentos fitoterápicos e homeopáticos receitados pelo SUS BH, para que o cidadão possa adquiri-los por intermédio da Farmácia Viva. Vale ressaltar que as pessoas não precisarão se deslocar até lá para buscar os medicamentos, que serão entregues nas farmácias das unidades de saúde de Belo Horizonte.

De acordo com o coordenador da Regional Norte, Humberto Guimarães Bernardes, o principal objetivo da Farmácia Viva é ampliar as opções terapêuticas, ofertando aos usuários do SUS medicamentos homeopáticos e fitoterápicos. Em 2015, o corpo técnico da Secretaria Municipal de Saúde conseguiu obter recursos para o projeto, que estão sendo utilizados para a compra de equipamentos. Iáscara Patrícia Barbosa, da Secretaria Municipal de Saúde, informou na visita que o processo de compras está em andamento. A partir da próxima segunda-feira (27/11), será aberta nova licitação e a expectativa é que até março de 2018 todas sejam concluídas. 

Encaminhamentos

O vereador Cláudio da Drogaria Duarte (PMN), requerente da visita, afirmou que, apesar da ocorrência de episódios de furtos de torneiras e portas no local, ao contrário das denúncias recebidas, a estrutura não encontra-se deteriorada, necessitando, apenas, de reparos pontuais.

Por meio da Comissão de Saúde e Saneamento, será encaminhada solicitação à Secretaria Municipal de Saúde, para que o Executivo se posicione sobre ações imediatas a serem adotadas para colocar a Farmácia Viva em funcionamento, para que se possa dar um retorno à comunidade.


 

Superintendência de Comunicação Institucional

[flickr-photoset:id=72157666717983089,size=s]