POLÍTICA URBANA

Vereadores farão parte de GT da Prefeitura sobre a requalificação do Hipercentro

Em reunião realizada nesta manhã, o prefeito Fuad Noman abriu diálogo com a Câmara sobre projeto de revitalização do Centro de BH 

terça-feira, 18 Outubro, 2022 - 15:30
Quatro vereadores em reunião presencial, sentados à mesa, acompanhados de dois assessores da Câmara.
Foto Abraão Bruck/CMBH

A Comissão de Meio Ambiente, Defesa dos Animais e Política Urbana vai integrar um Grupo de Trabalho (GT) proposto pelo Executivo para opinar sobre o projeto de requalificação do Hipercentro da cidade. O anúncio foi feito pelo presidente do colegiado e vice-líder de governo, Wanderley Porto (Patri), nesta terça-feira (18/10), após encontro com o prefeito Fuad Noman. O projeto, com etapas de curto, médio e longo prazo, deve prever ações como limpeza de ruas e fachadas, recomposição da arborização, melhorias de praças, da iluminação e da segurança pública, criação de mais espaços de convivência, revitalização de construções antigas, adequação de calçadas às normas de acessibilidade e ocupação de imóveis vazios ou subutilizados. Ainda na reunião desta terça, a comissão aprovou pedido de informação à Prefeitura sobre o Parque Municipal do Bairro Trevo, que estaria tomado por mato, lixo e entulhos, além de alvo de queimadas frequentes. Também foi agendada para o dia 8 de novembro, às 10h, visita técnica para verificar os problemas causados pela existência de um córrego no Bairro Caiçara. Outro pedido de informação aprovado questiona a PBH sobre a documentação relativa aos apartamentos do conjunto de prédios da antiga Vila São José, no Bairro Manacás, na Pampulha. Confira aqui os documentos e o resultado completo da reunião. 

Além de Wanderley Porto, os vereadores Marcos Crispim (PP) e Ciro Pereira (PTB) participaram de reunião com o prefeito nesta manhã, quando foi apresentado o projeto de requalificação do Centro. “Parabenizo o prefeito pela abertura ao diálogo e por ouvir a sociedade civil e a Câmara Municipal para que juntos possamos construir uma cidade cada vez melhor”, reconheceu o presidente da comissão. Ele pediu que os colegas informem o interesse em participar do GT.

Parque e córrego 

Nikolas Ferreira (PL) é o autor do pedido de informação sobre Parque Municipal do Bairro Trevo, localizado na Rua Comendador Barbosa Melo, s/no, em frente ao número 62, no Bairro Trevo. A solicitação é endereçada ao Prefeito Fuad Noman e ao presidente da Fundação de Parques Municipais e Zoobotânica, Sérgio Augusto Domingues. De acordo com Nikolas, moradores locais reclamam do abandono da área verde, que vem sofrendo queimadas. Diante disso, o vereador pergunta por que a manutenção do equipamento não vem sendo feita, se há previsão de reforma do parque e quais providências serão tomadas pela Prefeitura sobre as constantes queimadas, “considerando que o parque preserva parte da vegetação que compõe a Macrobacia do Onça e a Bacia do Córrego Olhos D'água”.

Os problemas causados pela existência de um córrego na Avenida Doutor Antônio Henrique Alves, nº 580, Bairro Caiçara, Região Noroeste, são tema de visita técnica solicitada por Ciro Pereira (PTB) e agendada para o dia 8 de novembro, às 10h. Devem acompanhar a atividade o coordenador de Atendimento da Regional Noroeste, Felipe Santos Ferreira, o diretor presidente da Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa), e os secretários municipais de Governo, Josué Costa Valadão, e de Obras e Infraestrutura, Leandro César Pereira. 

Títulos de propriedade 

Após receber questionamento sobre o fato de o conjunto de prédios da antiga Vila São José, situado à Rua Fernando Cornélio de Paula, nº 10, não ter a documentação completa que comprove a propriedade dos imóveis após processo de urbanização, Fernanda Pereira Altoé (Novo) apresentou pedido de informação ao prefeito e ao secretário municipal de Política Urbana, João Antônio Fleury Teixeira. A vereadora quer saber se a informação procede e, em caso afirmativo, quais as razões que ensejaram a não entrega da documentação relativa à propriedade dos imóveis e se há previsão de regularização. Caso a documentação mencionada esteja aprovada, registrada e regularizada, a Altoé solicita os números das certidões de matrícula, o "habite-se", do ato de constituição do condomínio, e toda a documentação correlata.

Estiveram presentes os membros efetivos da comissão Wanderley Porto, Marcos Crispim (PP), Ciro Pereira, Professor Juliano Lopes (Agir) e Duda Salabert (PDT), além do vereador Reinaldo Gomes Preto do Sacolão (MDB).

Superintendência de Comunicação Institucional

37ª Reunião Ordinária - Comissão de Meio Ambiente, Defesa dos Animais e Política Urbana