ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA

Vereadores pedem informações à PBH sobre recuperação da Av. Tereza Cristina

Sudecap deve responder sobre valores aplicados em obras na via, se há solução definitiva e intervenções previstas

quarta-feira, 10 Fevereiro, 2021 - 14:45
Foto: Bernardo Dias/CMBH

Não demorou um ano para que moradores e comerciantes da Avenida Tereza Cristina, importante via de ligação à Região Oeste de Belo Horizonte, sofressem novamente prejuízos com fortes chuvas que atingem a cidade. A força da água destruiu novamente todo o asfalto da via, que fica praticamente intransitável quando o Ribeirão Arrudas, que corta praticamente toda a sua extensão, transborda, alagando tudo que há pela frente. Com o objetivo de fiscalizar o que a Prefeitura está fazendo para resolver definitivamente o problema, a Comissão de Administração Pública aprovou pedido de informação à Superintendência de Desenvolvimento da Capital (Sudecap), em reunião nesta quarta-feira (10/2). No pedido, os vereadores Gabriel (Patri) e Wanderley Porto (Patri) solicitam, entre outras coisas, que sejam informados valor total já aplicado neste ano para a recuperação da via, se já há procedimento licitatório, se há estudos para solução definitiva dos problemas causados pela chuva e qual seria o investimento necessário para isso.

Segundo o requerimento, “o asfalto da avenida, no trecho próximo à Via 210, no Bairro Betânia, foi destruído no dia 15 de janeiro de 2021, e apenas 22 dias depois a precipitação e a enxurrada deixaram a via novamente intransitável.” Ainda conforme os vereadores, a avenida é uma importante via de acesso a diversos bairros, sendo trajeto de várias linhas de ônibus. “A necessidade de interdição para execução dos reparos gera, além dos transtornos no trânsito e no acesso dos moradores, gastos recorrentes para os cofres municipais para reparação e recapeamento da via.”

Em matéria publicada no site da Prefeitura, a Sudecap informou que foram gastos R$ 130 mil em serviços de recuperação provisória de 1,5 km de via. Após o término do período chuvoso, a Superintendência estima um gasto aproximado de R$ 1,5 milhão para o recapeamento definitivo.

Centro de Saúde

A Comissão de Administração Pública também aprovou pedido de informação apresentado por Sônia Lansky da Coletiva (PT) sobre terreno que abriga atualmente o Centro de Saúde Carlos Renato Dias e o Centro de Apoio Comunitário Barreiro, localizado na Rua Pinheiro Chagas, 252, Barreiro de Baixo. A vereadora quer saber o que será feito com o terreno, tendo em vista que o centro de saúde que funciona no local será transferido para outro endereço.

Conforme a PBH, a construção do novo Centro de Saúde Carlos Renato Dias já está em andamento e faz parte do pacote de obras da Prefeitura, que, além da reconstrução de 40 centros de saúde, prevê a construção de uma Central de Material Esterilizado e um laboratório central, por meio de parceria público-privada (PPP). O pedido de informações será enviado ao prefeito Alexandre Kalil (PSD).

Participaram da reunião a vereadora Iza Lourença (Psol), Juninho Los Hermanos (Avante) e Wilsinho da Tabu (PP), que presidiu os trabalhos.

Assista ao vídeo da reunião na íntegra.

Superintendência de Comunicação Institucional

1ª Reunião Ordinária - Comissão de Administração Pública