VISITA TÉCNICA

Comissão de Educação percorrerá instalações da Escola Municipal Oswaldo Cruz

Objetivo é conferir alterações feitas no local para adequá-lo à reorganização da rede promovida pela PBH

sexta-feira, 23 Fevereiro, 2018 - 18:30
Entrada principal da Escola Municipal Oswaldo Cruz, no Bairro Jardim América
Foto: Google Street View

As adaptações físicas e estruturais das escolas públicas para atender à nova organização da rede municipal de ensino, que permitiu a criação de 10.000 novas vagas para a Educação Infantil, vêm sendo averiguadas in loco pela Comissão de Educação, Ciência, Tecnologia, Cultura, Desporto, Lazer e Turismo  da Câmara Municipal. Nesta segunda-feira (26/2), a partir das 10h30, será a vez da Escola Municipal Oswaldo Cruz, na Regional Oeste. Além de percorrer as instalações, os vereadores vão apurar informações junto a representantes da instituição e da Prefeitura. A unidade fica na Rua Santos, nº 2.200, no Bairro Jardim América.

No intuito de criar novas vagas em 2018, ampliando o acesso à rede de Educação Infantil do município, a Prefeitura de BH anunciou, no final do ano passado, a necessidade da readequação de diversas escolas de ensino fundamental para receber as crianças de 0 a 5 anos. Em alguns casos, também será necessário o remanejamento dos atuais alunos, que poderão ser transferidos para outras escolas. Incluída na lista, a Oswaldo Cruz é uma das unidades que deverá sofrer alterações. Requerida pela atual presidente da comissão, Cida Falabella (Psol), e o colega Gilson Reis (PCdoB), a visita técnica visa a verificar as adequações estruturais e administrativas para receber os novos alunos.

De acordo com informações da Secretaria Municipal de Educação (Smed), as novas vagas serão criadas nas 131 Unidades Municipais de Educação Infantil (Umeis), nas 13 Escolas Municipais de Educação Infantil (Emeis) e nas 13 escolas de ensino fundamental que contam com turmas de educação infantil. Segundo a gerência de Logística da Smed, seriam investidos R$ 1,5 milhão em obras de adequação desses prédios. Com a mudança, alguns alunos de uma escola próxima deverão ser transferidos para a Oswaldo Cruz.

Papel da comissão

No entendimento dos requerentes, é papel da Comissão de Educação fiscalizar o processo de reorganização rede, garantindo que a inclusão dos novos alunos e as eventuais transferências sejam feitas sem prejuízo da qualidade do ensino e do conforto das crianças e adolescentes. Reconhecendo o esforço da atual gestão para colocar mais crianças na escola, eles ressaltam, no entanto, a importância de uma infraestrutura adequada e do atendimento das necessidades dos novos alunos.

Superintendência de Comunicação Institucional