EDUCAÇÃO INFANTIL

Com a criação de novas vagas, escolas começam a passar por reformas

Goteiras, telhas quebradas, alagamentos e depredações foram problemas constatados em visita a escola no Alto Vera Cruz

terça-feira, 6 Fevereiro, 2018 - 14:30
Vereador Gilson Reis, em sala de aula da Escola Municipal Israel Pinheiro, constatando problemas como goteiras e alagamentos
Foto: Rafa Aguiar/CMBH

Goteiras, telhas quebradas, alagamentos e depredações foram problemas constatados pela Comissão de Educação, Ciência, Tecnologia, Cultura, Desporto, Lazer e Turismo em visita técnica à Escola Municipal Israel Pinheiro, no Bairro Alto Vera Cruz, Região Leste, nesta terça-feira (6/2).  O objetivo da visita, requerida pelo vereador Gilson Reis (PCdoB), foi averiguar as adequações necessárias para receber alunos da educação infantil, de zero a cinco anos, em decorrência da criação de dez mil novas vagas, na rede municipal, pela PBH. 

Nas salas do ensino fundamental, existem goteiras e telhas quebradas, o que causa transtornos no período chuvoso. O teto apresenta infiltrações em algumas salas e, nos espaços externos, são necessárias melhorias dos jardins. Já a sala de jogos, adquirida por meio do Orçamento Participativo da Criança e do Adolescente, em 2016, está alagada, com cheiro de mofo e precisando de pintura.

Outro problema apontado na visita foi a depredação do espaço pela própria comunidade. Na oportunidade, a diretora da Escola Municipal Israel Pinheiro, Vânia Elizabeth Ferreira, propôs a realização de um trabalho de conscientização, sensibilizando os alunos e demais membros da comunidade quanto à importância da conservação do ambiente escolar. 

Novas vagas

A escola atende cerca de mil estudantes, da educação infantil à educação de jovens e adultos. De acordo com a gestora da unidade, nos últimos anos, houve uma diminuição da demanda de alunos da educação infantil, que voltou a crescer com a ampliação do número de vagas pela Prefeitura, em dezembro do ano passado.

Para receber oito turmas de educação infantil, a escola começou a passar por reformas em janeiro, mas as interveções ainda não foram concluídas em função das chuvas.  As obras envolvem solução de problemas estruturais, associados a goteiras e infiltrações, além de remoção de entulho e pintura.

Valorizando a iniciativa da visita, a gestão da escola ressaltou a importância da ação fiscalizadora desenvolvida pela Comissão de Educação, destacando a relevância da Câmara Municipal para a busca conjunta de soluções para os problemas apontados.

De acordo com o vereador Gilson Reis, a visita é parte dos esforços para subsidiar a adequação da escola ao recebimento de novos alunos: “após essa primeira visita, encaminharemos um relatório à PBH e marcaremos outra visita daqui a um mês ao local, afim de verificar quais providências já foram tomadas”, afirmou.

Umei Goiânia

Nesta quarta-feira (7/2), às 10h30, a Comissão de Educação vai visitar a Unidade Municipal de Educação Infantil (Umei) Goiânia, Bairro Goiânia, também por requerimento do vereador Gilson Reis (PCdoB), com o objetivo de fiscalizar a estrutura física do prédio que abriga a unidade de ensino e averiguar o andamento de eventuais preparativos para a entrada de novos estudantes.

Superintendência de Comunicação Institucional