AUDIÊNCIA PÚBLICA

Em pauta, perspectivas de saneamento do Córrego do Navio

Parcialmente canalizado sob a Avenida Belém, o córrego tem sofrido com a ocupação desordenada e preocupa os moradores do Bairro Paraíso

segunda-feira, 20 Novembro, 2017 - 17:30
Córrego assoreado, sujo, poluído, com entulhos e dejetos de todo tipo
Foto: Rafa Aguiar/CMBH

Com aproximadamente seis quilômetros de extensão, o Córrego do Navio (também conhecido como Córrego da Baleia) nasce na Mata da Baleia, na Serra do Curral, e se estende até o Ribeirão Arrudas, abrangendo vários bairros da região Leste de Belo Horizonte, como Cafezal, Saudade, Paraíso, Santa Efigênia, Pompéia e Taquaril. Apesar de estar parcialmente canalizado sob a Avenida Belém (no Bairro Paraíso), o córrego ainda possui um grande trecho que corre a céu aberto, recebendo dezenas de litros de dejetos sanitários diariamente. Preocupada com os riscos sociais e ambientais da situação, a Comissão de Meio Ambiente e Política Urbana realizará audiência pública externa para discutir a conclusão das obras de canalização e saneamento na região. A reunião está prevista para a próxima quarta-feira (22/11), às 18h, no Auditório da Escola São Francisco de Assis (Rua Antônio Justino, 280, Bairro Pompeia).

De acordo com moradores da região, à época das primeiras obras de canalização, diversos terrenos nas proximidades do córrego precisaram ser desapropriados pelo Poder Público, tendo restado ainda algumas áreas vagas e ociosas. Diante disso, conforme explica o vereador Professor Wendel Mesquita (PSB), requerente da audiência, a comunidade cobra a instalação de um centro esportivo comunitário, que ocuparia o terreno entre as ruas Luiz Cerqueira e Fluorina, no Bairro Pompéia.

São esperados para a reunião os secretários municipais de Governo, de Obras e de Meio Ambiente; o superintendente de Desenvolvimento da Capital (Sudecap), a gerência da Regional Leste e representantes do Ministério Público, da Copasa e do Projeto Manuelzão (UFMG).

Superintendência de Comunicação Institucional