AUDIÊNCIA PÚBLICA

Falta de segurança nos centros de saúde preocupa vereadores

O problema vem sendo denunciado por usuários e servidores das unidades de saúde depois da retirada de porteiros e guardas municipais

segunda-feira, 26 Fevereiro, 2018 - 17:45
Fachada do Centro de Saúde Paraíso. Imagem Google Street View
Foto: Google

Anunciada como medida de redução de gastos, a demissão de dezenas de porteiros de centros de saúde veio na esteira da dispensa de mais de 500 vigias noturnos que trabalhavam em escolas públicas municipais ainda em meados de 2016. Desde então, usuários do sistema de saúde, assim como comunidades escolares em diferentes pontos da cidade, têm denunciado a falta de segurança vivida nas unidades. Assaltos, furtos, agressões físicas, xingamentos, são diversos os tipos de violência a que estão submetidos funcionários e usuários. Preocupada com a gravidade do tema, a Comissão de Direitos Humanos e Defesa do Consumidor realizará audiência pública para discutir a situação na próxima quarta-feira (28/2), a partir das 19h, no Plenário Helvécio Arantes.

Autor do requerimento para a audiência, o vereador Professor Wendel Mesquita (PSB) conta que, apenas no início de 2018, pelo menos três unidades de saúde já foram invadidas e tiveram medicamentos e equipamentos eletrônicos roubados no período noturno. Entre elas, os centros de saúde Paraíso e São José Operário, no vetor leste da capital.

Para discutir o tema, a audiência deve contar com a presença dos secretários municipais de Governo, Paulo Lamac; de Planejamento, Orçamento e Gestão, André Reis; e de Saúde, Jackson Machado; dos coordenadores e coordenadoras de Administração Regional Municipal das nove regionais (Barreiro, Centro-Sul, Leste, Nordeste, Norte, Pampulha, Venda Nova, Noroeste, Oeste) e representantes do Conselho Municipal de Saúde, da Polícia Militar de Minas Gerais e da Guarda Municipal de Belo Horizonte.

Superintendência de Comunicação Institucional