CREAB VENDA NOVA

Centro de reabilitação é bem avaliado por usuários e por comissão em visita

Com ainda subaproveitada, expectativa é que, gradativamente, todos os espaços disponíveis estejam em funcionamento

sexta-feira, 27 Outubro, 2017 - 14:30
Vereador Cláudio da Drogaria Duarte conhecendo serviço de hidroterapia, a ser inaugurado no Creab Venda Nova
Foto: Rafa Aguiar / CMBH

A Comissão de Saúde e Saneamento realizou, nesta sexta-feira (27/10), visita técnica ao Centro de Reabilitação (Creab) Venda Nova, quando pôde conhecer de perto o padrão de construção da unidade e a grande oferta de serviços, a serem disponibilizados  gradativamente; mas constatou também problemas relativos a acessibilidade e falta de profissionais. Inaugurado há dez meses, o Creab Venda Nova é o maior centro de reabilitação da região e ganhou a aprovação da comunidade. Ao final da visita, o vereador Cláudio da Drogaria Duarte (PMN), que solicitou a atividade, ressaltou a importância de um trabalho conjunto entre a Câmara Municipal, a população e o Executivo, objetivando que, em breve, os serviços possam funcionar em sua totalidade.

A unidade possui em seu quadro 30 funcionários, sendo um gerente, três administrativos e quatro porteiros. Na assistência, são, ao todo, 18 funcionários (quatro psicólogas, quatro fonoaudiólogas, três terapeutas ocupacionais e três fisioterapeutas), além da equipe de limpeza. Quase 400 pessoas estão cadastradas para atendimento. O Creab Venda Nova é o único que trabalha com reabilitação intelectual na cidade e a maior unidade da região, com três pavimentos, incluindo estacionamento.

Para o atendimento, o quadro de profissionais necessita de mais um fisioterapeuta e de um terapeuta ocupacional na área de Ortopedia e Neurologia. É preciso que sejam adquiridos, também, mais materiais lúdicos e de movimentação, para o trabalho de reabilitação. Outro problema constatado foi que os três elevadores da unidade não funcionam. Há um ponto de ônibus próximo, na rua, em local íngreme, o que tem dificultado o acesso da população.

Na oportunidade, Farid Salers de Carvalho, da Administração Regional Venda Nova, informou que solicitará à BHTrans a instalação de uma ou duas vagas para pessoas com deficiência ou uma placa de estacionamento proibido no local.

Com 19 consultórios, o Creab Venda Nova apresenta novidades, como uma sala de hidroterapia, uma sala para guardar bolsas de ostomia e uma Academia da Cidade, a serem inauguradas, além de uma sala de almoxarifado.

Acolhimento

Conforme explicou a gerente do Creab Venda Nova, Andréa Regina de Paula Nassif, o responsável pelo acolhimento na unidade é o Creab Leste. No acolhimento, é discutida pelas equipes de saúde da família e do Nasf a demanda do usuário na atenção primária à saúde. Também foi criado, no Creab Venda Nova, o Programa Primeiro Passo, por meio do qual a equipe de assistência (enfermeiras, psicólogas e assistentes sociais) avaliam o usuário, antes que este inicie o tratamento, para que se defina, realmente, se ele será atendido na unidade. Vale destacar, ainda, que, conforme a gestora do equipamento, o índice de absenteísmo de pacientes é elevado.

Funcionamento da unidade

“Achei o espaço maravilhoso e muito bem construído. Venda Nova merece um Centro de Reabilitação como esse. Espero que funcione bem e atenda à comunidade”, avaliou Benigna Teles Rodrigues, moradora da região.

Para o vereador Cláudio da Drogaria Duarte, a estrutura é muito boa, mas vem sendo subutilizada. Contudo, há uma projeção de que, gradativamente, todos os espaços disponíveis estejam funcionando.

A diretora da Regional de Saúde de Venda Nova, Marina Oliveira Rocha Braz, destacou, por sua vez, que, no final do ano passado, foi obtido recurso para o custeio do Creab Venda Nova; e que apesar da unidade apresentar, aparentemente, um número reduzido de trabalhadores, está dentro do padrão do Ministério da Saúde. Segundo ela, a Prefeitura optou por inaugurar o equipamento e melhorar a vida de 400 pessoas a aguardar condições de utilizar todo o espaço.

Encaminhamentos

O vereador Cláudio da Drogaria Duarte informou que a comissão irá trabalhar juntamente a sociedade e o Executivo para que a estrutura seja ocupada para o fim destinado, em sua totalidade.  “Apresentaremos ofício ao Executivo, solicitando encaminhamentos nesse sentido”, completou.

Superintendência de Comunicação Institucional

[flickr-photoset:id=,72157689886640056size=s]