CENTROS DE SAÚDE

Usuários elogiam serviços, mas unidades são pequenas na Região do Barreiro

Qualidade do atendimento foi aprovada pelo pacientes; já a falta de espaço físico compromete os trabalhos em dois equipamentos

segunda-feira, 17 Julho, 2017 - 16:00
vereadores Hélio da Farmácia e Juliano Lopes em frente a unidade de saúde
Foto: Rafa Aguiar / CMBH

A Comissão de Saúde e Saneamento realizou, na manhã desta segunda-feira (17/7), visita técnica a quatro centros de saúde na Região do Barreiro: Bonsucesso, Milionários, Diamante e Itaipu. De acordo com o requerente da atividade, vereador Hélio da Farmácia (PHS), apesar de ouvir dos usuários sobre a qualidade dos serviços prestados pelos profissionais, em alguns equipamentos, foram constatados problemas relativos ao espaço físico, que é bastante reduzido para atender a demanda. Relatório com as principais necessidades apuradas será encaminhado à Secretaria Municipal de Saúde e à PBH.

Bonsucesso e Milionários

O Centro de Saúde Bonsucesso, primeiro a receber a comitiva, conta com 18.400 mil pessoas cadastradas e quatro equipes de saúde da família completas, além de clínicos, ginecologista e pediatra. Também são oferecidos serviços a gestantes, com grupos regulares e voltados para o planejamento familiar. Conforme relatou o gerente Ricardo Salles, a unidade já possui demanda para mais duas equipes, devido ao aumento de moradores na região. Com 11 consultórios, o posto também disponibiliza vacinas, curativos, medicamentos, grupos de promoção à saúde e visita domiciliar.

Também com outros 18 mil usuários registrados, o Centro de Saúde Milionários possui cinco equipes de saúde da família, com déficit de apenas um médico, já em fase de contratação. A comunidade ainda conta com serviços de pediatria, assistência social, psicologia, equipes de apoio, ginecologistas, equipes de saúde bucal, saúde mental e zoonoses. Segundo a gerente Paulene Simões, é necessária a cobertura da sala de espera, que fica, hoje, a céu aberto, bem como a manutenção dos toldos existentes nas áreas de transição entre os blocos. A falta de segurança na unidade também foi citada por Simões, devido à falta de porteiros e da presença de guardas municipais somente em dias alternados.

Diamante

Em relação ao Centro de Saúde Diamante, a principal queixa de funcionários e usuários diz respeito ao espaço físico reduzido. Segundo a gerente Márcia Mariano Borges, a equipe é completa, mas a infraestrutura é ruim, exigindo melhorias na área física. Ainda de acordo com Borges, “o ideal é que o posto tivesse no mínimo mais dois consultórios para atender aos 14.500 usuários”. Moradores da região também reivindicaram a instalação de toldos e/ou coberturas, uma vez que os pacientes transitam e ficam expostos ao tempo.

O Centro de Saúde Diamante possui profissionais da equipe de zoonoses, dentistas, quatro equipes completas de profissionais da saúde da família, um ginecologista, um clínico geral, psicólogo e assistente social.  Moradores da região, que utilizam os serviços do posto, elogiaram o atendimento dos profissionais, reivindicando, contudo, ampliação do espaço em função da demanda.

Itaipu

Para a comunidade, o Centro de Saúde Itaipu necessita ser transferido com urgência para outro local, ainda que tenha sido alugado outro imóvel como anexo que, na opinião dos moradores, é considerado como medida paliativa. O imóvel atual é adaptado, com corredores estreitos, estrutura precária e possui condições insalubres. A construção de uma nova unidade foi conquistada pela população no Orçamento Participativo 2007/2008, porém até hoje as obras não foram iniciadas.

O C.S. Itaipu possui 13 mil usuários cadastrados, e conta com três equipes de saúde da família. O posto ainda possui com ginecologista, clínica geral, pediatra, dentistas e profissionais da equipe de zoonoses. Para o vereador Juliano Lopes (PTC), “é preciso urgentemente que as obras de construção do novo prédio sejam iniciadas, para que, de fato, sejam atendidos os anseios da população do bairro”, completou.

De acordo com Hélio da Farmácia e Juliano Lopes, será elaborado um relatório acerca da atual situação de funcionamento das unidades de saúde visitadas. O objetivo é apontar as deficiências e contribuir para a solução dos problemas percebidos, em diálogo com a Secretaria Municipal de Saúde e a PBH.

Superintendência de Comunicação Institucional

Flickr photos from the album by

6 out of 6 on Flickr