TRANSPORTE E TRÂNSITO

Estudo aponta que melhoria da sinalização pode reduzir acidentes no Buritis

A sugestão é instalar placas, câmeras, ponto de verificação de freios e restringir circulação de caminhões

quinta-feira, 24 Junho, 2021 - 18:15
Placa de trânsito com os dizeres: Proibido Caminhão
Foto: Abraão Bruck/CMBH

Acidentes provocados pela alta declividade das ruas do Bairro Buritis, em especial a Rua Rubens Caporali Ribeiro, chamaram a atenção dos vereadores que solicitaram intervenções por parte da BHTrans para resolver o problema. Após pedir estudo sobre a circulação de veículos pesados na região, incluindo a sinalização horizontal e vertical e a proibição de tráfego de veículos de grande porte na área, a Comissão de Desenvolvimento Econômico, Transporte e Sistema Viário, a requerimento de Braulio Lara (Novo), realizou reunião com convidados do setor técnico da BHTrans, nesta quinta-feira (24/6), para apresentar propostas de intervenções que incluem sinalização vertical, horizontal e instalação de câmeras de vigilância e ponto de checagem de freio. Ao reconhecer a gravidade do problema, a representante da BHTrans admitiu que as sugestões podem impactar a segurança do trânsito na região e se comprometeu a encaminhar as sugestões. 

Para contextualizar o problema, Braulio apresentou um mapa aéreo, identificando a região montanhosa e a proximidade com o Anel Rodoviário. Ele mostrou reportagens sobre diversos acidentes com caminhões carregados, a maioria fatais, causados na região em virtude da perda de freios. Segundo ele, o Buritis entra na rota dos caminhões por engano, pois o próprio dispositivo de localização (GPS) indica o bairro como rota alternativa ou como retorno. “O motorista é orientado pelo mapa a entrar no Buritis, mas ele desconhece a região e os perigos que ela apresenta. Uma coisa são os veículos que precisam chegar até o bairro. Outra coisa são veículos carregados que entram no bairro de passagem e provocam acidentes", justificou. 

Braulio sugeriu a adoção de um conjunto de sinalização robusto que inclui a instalação de placas indicativas e educativas para orientar os motoristas, tanto no Anel Rodoviário quanto na entrada do bairro, instalação de câmeras de vigilância e reforço na sinalização horizontal. Segundo ele, um acidente destruiu a placa indicativa de entrada no bairro, no Anel Rodoviário, e ela precisa ser reposta para que o motorista identifique que está saindo da rodovia e entrando no perímetro urbano. Outra sinalização importante ainda no Anel Rodoviário, segundo o parlamentar, é a placa indicativa de retorno, que também foi perdida. “É preciso que o motorista saiba que o retorno está a 2,5 km na própria rodovia e que não há necessidade de desviar pelo bairro”, afirmou. Ele também sugere a restrição de circulação de veículos de carga acima de 5 toneladas com a instalação de placa no início da Rua Moisés Kalil, evitando que o veículo vire à esquerda na Rua Rubens Caporali Ribeiro, cuja declividade é considerada elevada e perigosa. 

Checagem de freios

Para aumentar a segurança, Braulio propõe que o município instale placas de aviso, de padrão canadense, indicando pontos de checagem de freios. Ele sugeriu que fosse usado um trecho da própria Rua Moisés Kalil para parada e verificação dos veículos de carga. “Além de placas indicando que o motorista deve parar para checar os freios antes de iniciar a descida, também deve haver placas contendo informações sobre os itens que precisam ser verificados pelo condutor no ponto de checagem. São medidas simples que vão alertar o motorista e dar mais segurança para todos”, salientou. Ele explicou que esse ponto vai aumentar a segurança para os veículos abaixo de 5 toneladas, com permissão para entrar no bairro, e também para veículos de carga acima de 5 toneladas, que terão oportunidade de checar os freios antes de voltar para o Anel. Logo após o ponto de checagem, haverá uma placa indicativa de retorno obrigatório para veículos pesados. 

Durante a reunião, o parlamentar indicou a necessidade de instalação de câmeras de monitoramento na confluência das Ruas Rubens Caporali Ribeiro e Moisés Kalil que possibilitem à BHTans monitorar o trânsito e multar os infratores, além de reforçar a sinalização horizontal. 

Sugestões bem recebidas

Representante da BHTrans, Maria Inês Franco elogiou a iniciativa dos parlamentares na busca por soluções. Ela informou que a empresa já tomou algumas iniciativas instalando placas de aviso de declividade acentuada nas vias e de restrição de circulação de veículos de carga, inclusive na ua Rubens Caporali, com o intuito de reduzir o número de motoristas desavisados que adentram no bairro. Maria Inês salientou que a BHTans está atenta aos problemas da região, que surgiram inclusive nas reuniões com a comunidade - por meio das Comissões Regionais de Transporte e Trânsito (CRTT) - e que já está prevista a revitalização da sinalização horizontal. A técnica especificou as medidas de alteração na circulação de trânsito já adotadas com vistas a aumentar a segurança de motoristas, pedestres e moradores da região. 

Segundo ela, para instalação de câmeras de monitoramento na esquina das Ruas das ruas Rubens Caporali Ribeiro e Moisés Kalil será necessário encaminhar o pedido para a área de programação de equipamentos para verificar a viabilidade. Ao afirmar que as sugestões são boas alternativas para minimizar os riscos, ela Maria Inês comprometeu a encaminhar as demandas.

Assista ao vídeo da reunião na íntegra.

Superintendência de Comunicação Institucional 

16ª Reunião Ordinária - Comissão de Desenvolvimento Econômico, Transporte e Sistema Viário - Reunião com convidados  indicados do setor técnico responsável da BHTrans