ESCOLA MUNICIPAL

Unidade de educação no Bairro Palmeiras demanda mais espaço e acessibilidade

Visita técnica teve como objetivo levantar as principais demandas da Escola Municipal Professora Efigênia Vidigal

terça-feira, 22 Outubro, 2019 - 12:45
Foto: Divulgação / CMBH

A Comissão de Educação, Ciência, Tecnologia, Cultura, Desporto, Lazer e Turismo realizou, na manhã desta terça-feira (22/10), uma visita à Escola Municipal Professora Efigênia Vidigal, que fica no Bairro Palmeiras, Região Oeste da Capital, para conhecer sua estrutura física e levantar demandas que possam dar mais qualidade aos trabalhos pedagógicos. Entre as necessidades apontadas pela direção, a ampliação dos espaços para atividades do programa Escola Integrada e a instalação de rampas de acesso a algumas salas e a uma das portarias. As demandas serão encaminhadas pelo vereador Irlan Melo (PL), que solicitou a vistoria, à Secretaria Municipal de Assuntos Institucionais. 

Criada há quase quarenta anos, a Escola Efigênia Vidigal funciona em terreno de aproximadamente 6000 m² e recebe diariamente cerca de 900 alunos da Rede Municipal de Ensino distribuídos em 15 turmas no período da manhã e 14 no período da tarde. A escola também atende alunos da Escola Integrada, projeto que, segundo a diretora, poderá ser desenvolvido totalmente dentro da escola. “Estamos batalhando a ampliação do espaço físico para a Escola Integrada. Hoje os meninos saem para algumas atividades, o que nos causa muitos problemas em época de chuva. Precisamos de mais espaços cobertos aqui na escola”, explicou Isabel Almeida.

Segundo a diretora Regional de Educação, Shirley Miranda, há espaços ao lado de prédios e onde existia uma horta que são propícios para a construção de grandes salas onde podem ser desenvolvidas atividades extraclasse com monitores da Escola Integrada. Para Miranda, a ampliação e utilização de espaços próprios é um projeto para toda a Rede. “Estamos em movimento de desaluguel e a ideia é que as escolas tenham espaço próprio para a Escola Integrada”, disse a diretora.

Outra ação a ser desenvolvida na escola é a ampliação da acessibilidade. Algumas salas e uma das portarias não têm rampas, dificultando o acesso de cadeirantes e pessoas com necessidades especiais. A adequação das estantes da biblioteca e a construção de uma brinquedoteca também foram apresentadas como prioridade para os alunos da escola. Segundo o vereador Irlan Melo, todas as demandas levantadas serão apresentadas ao Município. “Vamos fazer dois ofícios. Um para a Comissão de Educação, Ciência, Tecnologia, Cultura, Desporto, Lazer e Turismo e outro para a Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Assuntos Institucionais. Neste ofício, vamos elencar cada uma das questões vistas por nós nesta visita, além das necessidades indicadas pela direção da escola”, finalizou o vereador. 

Também participaram da visita a diretora da escola, Isabel Cristina de Almeida e Leonardo Melo, representante da Coordenadoria de Atendimento Regional Oeste.

Superintendência de Comunicação Institucional

Visita técnica para vistoriar as condições estruturais, de higiene, atendimento, inclusão e segurança dos estudantes na Escola Municipal Professora Efigênia Vidigal- Comissão de Educação, Ciência, Tecnologia, Cultura, Desporto, Lazer e Turismo