SANEAMENTO BÁSICO

Lançamento irregular de esgoto em rede pluvial no Céu Azul será apurado

Copasa e Secretaria de Obras serão acionados por comissão, que constatou as irregularidades em visita técnica 

quarta-feira, 11 Abril, 2018 - 14:45
Vereador Cláudio da Drogaria Duarte, assessoria técnica e parlamentar, Thaís Braga, da Diretoria de Gestão de Águas da Secretaria Municipal de Obras e Infraestrutura e morador, em visita técnica à Rua dos Navegantes, Bairro Céu Azul
Foto: Marcelo Caciano

Devido a reclamações dos moradores da Rua dos Navegantes, Bairro Céu Azul, quanto à falta de manutenção e lançamento de esgoto clandestino na rede pluvial, a Comissão de Meio Ambiente e Política Urbana realizou, nesta quarta-feira (11/4), visita técnica ao local. Após a vistoria, acordou-se pelo encaminhamento de ofício à Secretaria Municipal de Obras e Infraestrutura, visando o reparo das manilhas. A Copasa também será acionada para que, junto à Vigilância Sanitária, seja feito um levantamento, a fim de identificar e advertir os responsáveis pelas ligações irregulares.

Coletada na Rua Jaraguá, acima da Rua dos Navegantes, a água pluvial desce pelas manilhas, chegando à Rua dos Navegantes, dos números 312 a 322, provocando o rompimento da rede devido ao volume das águas, principalmente em período chuvoso. Transbordamentos e erosão e colocam em risco as residências vizinhas.

Morador da região, Félix Galdino de Souza justificou que as pessoas lançam entulhos no local para proteger o muro de suas residências, já que as águas não param de correr e não têm vazão. Ele informou que existem oito redes de esgoto no  local, que há erosão em todo o terreno e que o problema já se arrasta por cerca de dez anos. “Quando a água se acumula, acaba retornando à boca de lobo da rua de cima, Rua Jaraguá”, acrescentou.  

Avaliação técnica

De acordo com o representante da Regional Venda Nova, Farid Sales de Carvalho, é preciso avaliar a declividade da rua, a quantidade de bocas de lobo e como está a captação de água na parte de cima do terreno . Quanto à parte de baixo, sugeriu que seja feita a manutenção da rede de água pluvial. Ressaltou, entretanto, que isso não pode ocorrer de imediato, mas somente após apresentação de relatório pela Diretoria de Gestão de Águas da Secretaria de Obras e Infraestrutura, elaboração de um projeto e captação de recursos junto à PBH.

Encaminhamentos formais

Conforme relatou o vereador Cláudio da Drogaria Duarte (PSL), que requereu a visita, será encaminhado ofício à Copasa, para que, juntamente à Vigilância Sanitária, faça um levantamento dos responsáveis pelo lançamento de esgoto clandestino na parte superior do terreno e sejam tomadas as devidas providências. Será encaminhado, ainda, ofício à Secretaria Municipal de Obras e Infraestrutura para que seja feita a manutenção da rede pluvial, incluindo o reparo das manilhas, para escoamento da água proveniente da Rua Jaraguá.

Descarte de entulhos

Outro trecho fiscalizado pela comissão foi a Rua Zélia Marinho, onde os moradores fazem o descarte clandestino de entulhos, como sobras de material de construção, de podas de árvores e móveis antigos. De acordo com Duarte, a comissão solicitou à Prefeitura a criação de um “ponto limpo”, mas, em função da demora, os próprios moradores se propuseram a fazer um mutirão, com a instalação de um jardim, a fim de evitar o lançamento de entulhos no local.

Também participaram da visita José Carlos Guimarães e Marcos Lima, da Copasa, e Thaís Braga, da Diretoria de Gestão de Águas da Secretaria Municipal de Obras e Infraestrutura.

Superintendência de Comunicação Institucional