SISTEMA VIÁRIO

Reforço na sinalização de vias pode trazer segurança ao João Pinheiro

Moradores do bairro denunciaram abuso de velocidade pelos motoristas e avanço nos cruzamentos, que estariam gerando acidentes diários

quinta-feira, 10 Agosto, 2017 - 16:15
Coordenador Regional Noroeste Saulo Queiroz à esquerda; Jomar Mansur da BHTrans e Vereador Carlos Henrique à direita, em visita ao Bairro João Pinheiro
Foto: Rafa Aguiar/ CMBH

Cruzamento de três vias, com frágil sinalização, tem gerado transtorno aos moradores do Bairro João Pinheiro, na Negião Noroeste da capital. O entroncamento envolve as Ruas Emílio Ricaldoni, Alcides Lôbo e Constança, todas de mão dupla, multiplicando as possibilidades de conversões e, por consequência, de acidentes. A situação é agravada por estar próximo a uma escola de ensino fundamental e estabelecimentos comerciais, com grande fluxo de pedestres. Em visita técnica ao local, na manhã desta quinta-feira (10/8), a Comissão de Desenvolvimento Econômico, Transporte e Sistema Viário verificou o cenário e já solicitou à BHTrans e à Secretaria de Administração Regional Noroeste que reforcem a sinalização nas três vias.

“Os motoristas descem a rua em velocidade e não param no cruzamento. Visita Técnica ao Bairro João Pinheiro. Foto Rafa Aguiar/ CMBHOs moradores estão preocupados com o grande número de acidentes que acontecem aqui”, alertou o vereador Carlos Henrique (PMN), autor do requerimento para a visita, encaminhando a demanda para a BHTrans.

“Estou elaborando um croqui com os estudos iniciais para intervenção no local”, adiantou o servidor Jomar Mansur, técnico da BHTrans, que acompanhou a visita. De acordo com ele, será elaborado um projeto de manutenção da sinalização, que deve incluir a pintura de sinais de “pare” horizontais (impressos no asfalto) nas três vias envolvidas, assim como a implantação de faixas de pedestre e placas de alerta para redução de velocidade em perímetro escolar. Coordenador da Administração Regional Noroeste, Saulo Queiroz explicou que a demanda deve ser atendida em até 90 dias, lembrando que a secretaria está priorizando as intervenções pendentes desde a gestão anterior.

Academia a céu aberto

Instalada no cruzamento entre a Rua Alcides Lobo e a Avenida Cícero ldelfonso, próxima à alça de acesso à Via Expressa, tem ficado às moscas a Academia a Céu Aberto que deveria atender a comunidade. Apesar da grande demanda pelos equipamentos, os moradores não se arriscam à prática esportiva naquele local. “Não tem condição. Não tem nem mesmo uma proteção de ferro ao redor dos aparelhos. Visita técnica ao Bairro João PinheiroOs carros passam ali em alta velocidade. O risco é muito grande”, alertou o vereador Carlos Henrique, contando que já foi morador da região e, não raramente, presenciou acidentes no local.

A Secretaria de Administração Regional Noroeste afirmou que vai estudar a possibilidade de deslocar os equipamentos da academia para algum outro lote disponível nas proximidades.

Superintendência de Comunicação Institucional

Flickr photos from the album by

6 out of 6 on Flickr