PASSAGEM RESTRITA

Vereadores constatam prejuízos ao trânsito causados por viaduto

Circulação de veículos na rua sob linha férrea é dificultada por altura de pontilhão; moradores esperam por solução há quase sete anos

terça-feira, 28 Março, 2017 - 16:30
Foto: Rafa Aguiar/CMBH

Atendendo a diversas reivindicações de moradores e comerciantes da região, a Comissão de Desenvolvimento Econômico, Transporte e Sistema Viário realizou, nesta terça-feira (28/3), visita técnica à Rua Flor de Pitangueira, na confluência com a Avenida Vicente Pimentel, no Bairro Independência / Mineirão, no Barreiro. O requerente da visita, vereador Juliano Lopes (PTC), conheceu de perto os transtornos causados no trânsito por um viaduto, sobre o qual passa uma linha férrea. Por causa da altura da construção, ônibus e caminhões têm dificuldade para atravessar, enquanto a largura da via compromete o fluxo de veículos.  A comunidade cobrou prioridade na liberação dos recursos oriundos do Orçamento Participativo para realização das obras previstas na região.

Projetada inicialmente apenas como via local, e hoje com um trânsito de mais de cinco mil veículos por dia, a rua faz travessia sob uma linha férrea, impossibilitando a passagem de veículos de grande porte, devido à altura do pontilhão. Como se não bastasse, a via é estreita e de mão dupla, não comportando o intenso tráfego de veículos que transitam na região. Segundo o presidente da Associação do Bairro Mineirão, José Luiz dos Santos, a comunidade reivindica a realização da obra de ampliação da rua, que foi aprovada há quase sete anos através de recursos do Orçamento Participativo, mas que até hoje não saiu do papel.

De acordo com o ex-vereador e líder comunitário, Wellington Bessa Sapão, um estudo de viabilidade está sendo realizado a fim de que possa ser colocada em prática a obra conhecida como Viaduto Independência. Ele confirma que existe um recurso do Orçamento Participativo aprovado para este fim, bem como um projeto de viabilização que vem sendo feito pela prefeitura juntamente com outros órgãos competentes. Sapão explicou que a obra será feita em três etapas distintas que consistem em desapropriação dos comerciantes do entorno, drenagem e, por fim, o alteamento lateral da via férrea e do viaduto.

Encaminhamentos

Após a visita técnica, o vereador Juliano Lopes afirmou que os requerimentos acerca da previsão da realização de obras na região serão apresentados à Comissão de Desenvolvimento Econômico, Transporte e Sistema Viário já na reunião da próxima quinta-feira (30/3). Pedidos de esclarecimentos solicitando a existência de projeto ou estudo técnico que viabilize a construção do Viaduto Independência serão encaminhados à Copasa, à BHTrans e à MRS Logística S.A. Lopes também vai encaminhar ao secretário municipal de Governo, Paulo Lamac, solicitação de qual valor do orçamento participativo que a Prefeitura de Belo Horizonte vai destinar para a construção do viaduto.  

Também esteve presente na visita o vereador Wesley Autoescola (PHS).

Superintendência de Comunicação Institucional

[flickr-photoset:id=72157679967757011,size=s]