URBANIZAÇÃO

Moradores cobram melhorias para circulação de pedestres no Taquaril

Topografia acidentada dificulta a locomoção dentro do bairro e prejudica acesso a serviços públicos

sexta-feira, 19 Maio, 2017 - 14:00
Foto: Bernardo Dias/CMBH

A Comissão de Meio Ambiente e Política Urbana foi ao Taquaril nesta sexta-feira (19/5) para buscar soluções para demandas da comunidade, que reclama de dificuldades de circulação dentro do bairro. O problema, causado pela topografia acidentada, complica o acesso aos serviços públicos, como escolas e centros de saúde, bem como a pontos comerciais. Requerente da visita técnica, o vereador Cláudio da Drogaria Duarte (PMN) defendeu a implantação de novas linhas de ônibus no local. A BHTrans vai analisar a demanda da comunidade e deve apresentar uma proposta para melhoria do transporte em até 45 dias.

Desde 2008, a comunidade passa por intervenções de qualificação urbana, que já levaram asfalto e saneamento para parte do bairro, além de ter eliminado residências situadas em áreas de risco de deslizamento. De acordo com moradores, no entanto, persistem problemas de circulação, que impedem o deslocamento de pedestres da Rua Arco Íris e do seu entorno para a Rua Joaquim Teixeira dos Anjos, situada em área melhor atendida por serviços públicos e estabelecimentos comerciais. As duas regiões são separadas por uma profunda depressão (imagem abaixo), por onde passa o Córrego Olaria.

Os moradores chegaram a improvisar uma rota de passagem entre as duas áreas. No entanto, nos dias de chuva, é impossível atravessar o local, que é bastante íngreme. Ao mesmo tempo, a população reaclama que a passagem é perigosa, em função da falta de iluminação e da existência de cobras e outros animais peçonhentos. Em vista disso, demandaram a urbanização da área e o concretamento da passagem.

Em resposta ao pedido, o engenheiro Aluísio Moreira, representante da Companhia Urbanizadora de Belo Horizonte (Urbel), esclareceu que a prefeitura estaria impedida de intervir no local, que é área de preservação permanente, além de estar situada em encosta suscetível a deslizamentos, o que desaconselharia a ocupação humana.
 

Ônibus

Diante do impasse, uma das soluções aventadas para a resolução do problema foi a criação de uma nova linha ônibus na região, de modo a facilitar a circulação dentro do bairro, criando rotas alternativas de passagem entre as ruas Arco Íris e Joaquin Teixeira dos Anjos. A proposta foi defendida pelo vereador Cláudio da Drogaria Duarte, que vai acompanhar o desenrolar dos debates junto à BHTrans.

Segundo o coordenador da Regional Leste, José Henrique de Oliveira Neto, a prefeitura tem debatido com a comunidade soluções para o problema local de mobilidade. De acordo com ele, em reunião realizada nesta quinta (18/5), os moradores apresentaram a proposta de itinerário para a nova linha, indicando diferentes pontos do bairro que estariam descobertos pelo serviço. A proposta vai ser estudada pela BHTrans, que deve dar um retorno sobre a criação de novas linhas em até 45 dias.

Para Cláudio da Drogaria Duarte, a visita abriu portas para um compreensão mais profunda dos problemas da comunidade e chamou atenção para a necessidade de intervenção do poder público no local. O vereador se comprometeu a se reunir com representantes da Urbel para conhecer a fundo o conjunto completo de obras previstas para o bairro, além de monitorar as políticas de melhoria no transporte a serem implantadas pela BHTrans, mantendo abertos os canais de diálogo com a comunidade. 

Superintendência de Comunicação Institucional