Coronel Piccinini

Nome civil: 
Edvaldo Piccinini Teixeira
Partido: 
PSB - Partido Socialista Brasileiro

Nascido em Juiz de Fora, em 1945, Edvaldo Piccinini Teixeira, o Coronel Piccinini, é bacharel em Direito pela Universidade Federal de Juiz de Fora e formado no Curso Superior de Polícia pela Academia de Polícia Militar. Casado e pai de três filhos, foi deputado estadual (2017-2019) e vereador (2013-2016), tendo ocupado o cargo de secretário-geral da Câmara Municipal de Belo Horizonte (2015-2016). Trabalhou na área de inteligência policial, foi comandante do Batalhão de Choque, do Comando de Policiamento da Capital e subcomandante da Academia de Polícia Militar. Na reserva, dedicou-se a atividades empresariais na área de segurança. Foi chefe de Segurança Patrimonial e Pessoal da Vallourec & Mannesmann por 12 anos. É presidente do Clube dos Oficiais da Polícia e Bombeiro Militar, estando em seu sexto mandato. É também vice-presidente da Federação dos Clubes do Estado de Minas Gerais (Fecemg) e consultor de Segurança Patrimonial e Pessoal da V&M do Brasil.

Na eleição de 2016, Coronel Piccinini ficou como 1º suplente pelo PSB. Em fevereiro de 2019, assume mandato como vereador, ocupando a cadeira que pertenceu a Professor Wendel Mesquita, eleito para a Assembleia Legislativa de Minas Gerais. Como vereador, pretende utilizar a experiência adquirida nos cargos legislativos por ele já ocupados para dar continuidade a seu trabalho em prol da educação, saúde e segurança pública dos belo-horizontinos.

Períodos de Mandatos: 
2013 a 2016