7.4.4 Ordinais em Algarismos

Usam-se algarismos (1º, 2º, 3º...):

  •  na indicação de ordem numérica a partir da 10ª: Esse foi o seu 15º gol no campeonato;
  • junto a nome de cargo: 1º vice-presidente da Mesa da Câmara Municipal de Belo Horizonte; 1º secretário da Mesa da Assembleia Legislativa do Estado de Minas Gerais. Constitui exceção a palavra Primeiro-Ministro;
  •  na numeração de reuniões, sessão legislativa, legislatura e turno de discussão: 1ª Reunião Ordinária da Comissão de Direitos Humanos; 3ª Sessão Legislativa; 17ª Legislatura; 2º turno;
  •  nos artigos e parágrafos de proposição normativa até o 9º: § 1º, art. 5º. Lembrar que a partir de 10, usam-se algarismos cardinais: art. 22, § 10;
  •  na numeração de unidade militar, zona eleitoral, vara da Justiça e cartório: 4ª Região Militar; 67ª Zona Eleitoral; 5ª Vara de Família; 3º Cartório de Protestos;
  •  na numeração de andares de um prédio, competições, colocação estatística, série escolar e grau de escolaridade: 5º andar; 7ª Corrida de São Silvestre; O Estado de Minas Gerais foi o 2º produtor nacional de feijão na safra14/15; 1º ano do Ensino Fundamental.

Ao indicar, na mesma frase, ordens maiores e menores que a 10ª, usam-se algarismos em todas as referências: Tomaram posse juntos o 1º e o 23º colocados (e não Tomaram posse juntos o primeiro e o 23º colocados).