7.4.2 Cardinais em algarismos

Usam-se algarismos (1, 2, 3...):

  • na indicação de quantidades a partir de 10: Foram realizadas 25 reuniões ordinárias e 10 reuniões extraordinárias no período. Se as quantidades alcançarem as casas do milhar, milhão, bilhão, trilhão ou outras, adotam-se essas palavras em lugar dos algarismos (25 mil habitantes, 2 milhões de habitantes; 3,6 milhões de habitantes), a menos que o texto exija precisão matemática (2.325.418 habitantes). Nas proposições normativas, excepcionalmente, a forma em algarismos precede a forma escrita por extenso, que figurará entre parênteses: 25 (vinte e cinco) alunos por sala; 42 (quarenta e duas) casas por quarteirão;
  • em frases que indicam simultaneamente quantidades iguais, maiores ou menores que 10: Foram realizadas 10 reuniões ordinárias e 2 extraordinárias no período;
  • nos dispositivos de uma proposição normativa a partir de 10: art. 10; § 10. Lembrar que os dispositivos de 1 a 9 são indicados com ordinais: § 1º, art. 5º;
  • nos documentos numerados: Projeto de Lei nº 25/11; Requerimento nº 215/11
  • em tabelas, gráficos, quadros de horário;
  • na especificação de objetos, veículos, estradas, páginas, quartos, dependências, canais: lápis nº 2; Boeing 747; BR-262; página 5; quarto 202; enfermaria 3;
  • na indicação de valores monetários, sem separação (espaçamento) entre o símbolo da moeda e o algarismo: R$2.525,00; US$325,00. Se os valores alcançarem as casas do milhar, milhão, bilhão, trilhão ou outras, adotam-se essas palavras em lugar dos algarismos (R$500 mil, R$45 milhões; R$1,269 bilhão), a menos que o texto exija precisão matemática (R$1.269.325,06), como ocorre em disposições orçamentárias. Nas proposições normativas, excepcionalmente, a forma em algarismos precede a forma escrita por extenso, que figurará entre parênteses: R$2.525,00 (dois mil quinhentos e vinte e cinco reais);
  • na indicação de peso, porcentagem e outras formas de medida e proporções: 2kg; 2,5kg; 5m²; 5,5m²; 5%. Na redação das proposições normativas, excepcionalmente, a forma em algarismos precede a forma escrita por extenso, que figurará entre parênteses: 5m2 (cinco metros quadrados). Observe-se que o símbolo se segue imediatamente ao algarismo, inexistindo espaço entre os dois caracteres; observe-se também que os símbolos das unidades de medida ou proporções não têm plural nem são seguidos de ponto;
  • na indicação das horas: A reunião começa às 7 horas; A audiência terminou às 21h8min;
  • na referência à identificação provisória de logradouros públicos, que deverão ser escritos sempre sem ponto interno: A Rua 7245 passa a denominar-se João da Silva.

Ao indicar, na mesma sentença, quantidades maiores e menores que 10:

  • usam-se algarismos em todas as referências: 21 reuniões ordinárias e 8 extraordinárias (e não 21 reuniões ordinárias e oito extraordinárias).

Ao escrever horas:

  • usar a palavra hora ou horas, e não o símbolo h, quando se tratar de hora exata: A reunião começa às 12 horas;
  • indicar frações de hora sem inserir espaço: 12h5min, 12h5min2s;
  • lembrar que h é símbolo e não abreviatura e que, por isso, não tem ponto nem é seguido por s, o mesmo ocorrendo com as reduções indicadoras de minutos e segundos.

Ao escrever números que contenham unidades de milhar:

  • separar com ponto as unidades de milhar: 1.200; 2.545;
  • registrar corretamente as unidades de milhar nos números das proposições normativas, embora o respectivo número seja usualmente lido de forma corrida: escreve-se Projeto de Lei nº 1.245/11, mesmo que se leia Projeto de Lei doze quarenta e cinco;
  • tratar como exceções os números de CEP (30330-011), caixa postal (Caixa Postal 1502), página de livro (página 1524), linha de ônibus (4001) e identificação provisória de logradouros (Rua 2534).

Ao escolher as concordâncias, embora a gramática normativa admita outras soluções, aconselha-se, na Dirleg, o uso dos seguintes padrões:

  • com números fracionários: concordar verbos e adjetivos com o numerador da fração: Constatou-se que três quartos das assinaturas estavam ilegíveis, Constatou-se que um quinto das assinaturas estava ilegível;
  • com números que contenham casas superiores às do milhar: concordar as palavras mil/milhão/bilhão com o algarismo antes da vírgula e usar o verbo no plural: Constatou-se que 1,5 mil pessoas foram atingidas pelo desastre.Constatou-se que 1,9 milhão de pessoas estavam presentes, Constatou-se que 2,9 milhões de pessoas estavam presentes;
  • com porcentagens: concordar verbos com o numeral: Foram inundados 30% da cidade.

Ao escrever datas:

  • suprimir o ponto nas unidades de milhar referentes às datas, mesmo que seu lugar esteja demarcado na fala: Belo Horizonte, 23 de julho de 2011, em que não se fala vinte onze, mas dois mil e onze. Observar que não se usa ponto final nas datas;
  • indicar o número do dia com algarismos arábicos, exceto o primeiro do mês: 12 de agosto; 1º de setembro;
  • suprimir o algarismo zero quando desnecessário:  5 de julho, e não 05 de julho; 23/7/11; 12/2/10.